quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Lavoisier Albernaz

Lavoisier Albernaz

Historiador, escritor, poeta e cineasta, nascido em Paracatu.

"A RPM desmantelou o Morro do Ouro e assim o paisagismo de Paracatu perdeu essa montanha histórica, que era um dos documentos concretos do I Ciclo da Mineração, o que deu origem a nossa cidade. Perderam-se flora, fauna e as certidões das antigas lavras do período das bandeiras. Para que a RPM fique amiga dos paracatuenses, será imprescindível que ela compense essas perdas ambientais e histórico-culturais irreparáveis, com a criação do fundo referido no relatório publicado no "Lábaro", das medidas compensatórias da empresa para o patrimônio histórico e cultural de Paracatu. Nada mais justo, pois o patrimônio perdido era parte da identidade histórico-cultural do povo. Acredito que a administração desse fundo deverá ser feita por uma comissão técnica de paracatuenses de notório saber, com competências técnicas e culturais comprovadas através de currículo, para que possa melhor atender às necessidades da temática do fundo. Embora não seja possível retornar o Morro do Ouro à condição original, considero que o financiamento, pelo fundo, da reconstrução de vários monumentos históricos e paisagísticos da Paracatu antiga seria uma troca bastante adequada. Esta troca irá estimular o Turismo em Paracatu, como fonte geradora de uma economia sustentável, recompor a imagem estética da cidade e reedificar o fato histórico. Como exemplos de monumentos perdidos e importantes para o Núcleo Histórico, temos: o Passo da Ouvidoria; o Theatro Philodramatico; a Casa da Ópera; a Casa de Cênica; os Passos da Paixão do Senhor; o calçamento original das ruas e largos; a frente do Cemitério e sua Igreja; um Parque na Floresta Central da Chácara dos Padres; o Museu do Ouro; o Museu Casa do Tropeiro de Minas Gerais; o Museu da Cultura Popular; a restauração original do Museu Histórico de Paracatu e diversos casarões, capelas, chafarizes, serras e suas formações florestais, córregos urbanos e outros bens da cultura. A imagem da RPM também será positivamente reconstruída, uma vez que ela devolverá ao povo o que dele foi retirado."