sexta-feira, 10 de abril de 2009

Mineradora canadense provoca terremotos em Paracatu

Paracatu, 10 de abril de 2009

Mineradora canadense provoca terremotos em Paracatu (*)

Terremotos provocados pela mineradora canadense RPM-Kinross assustam a população de Paracatu, cidade histórica de 80 mil habitantes localizada no noroeste de Minas Gerais. Os terremotos estão se tornando mais intensos desde dezembro do ano passado, quando a mineradora iniciou a terceira fase de expansão da mina de ouro a céu aberto localizada no perímetro urbano.
Para quebrar a rocha dura, a mineradora utiliza explosivos. As detonações provocam ondas de choque sentidas a vários quilômetros de distância da mina. Estima-se que milhares de edificações residenciais, comerciais e industriais estejam sendo afetadas pelos abalos sísmicos provocados pela mineradora. Até mesmo edificações históricas do centro da cidade já apresentam rachaduras atribuídas às detonações. A população de Paracatu está assustada e indignada. A mineradora atribui as rachaduras das casas a "falhas de estrutura". Os moradores discordam. 
Antes da chegada da RPM-Kinross em Paracatu, ninguém precisava construir casa à prova de terremoto.

(*) Sergio Ulhoa Dani, para o Alerta Paracatu.

-- 
Sergio Ulhoa Dani
Reserva do Acangaú, zona rural
Caixa postal 123
38.600-000 Paracatu MG
Brasil
srgdani@gmail.com
(+55 38) 9913-4457
(+55 38) 9966-7754