quinta-feira, 2 de abril de 2009

A arte de Maria do Céu, ligando o céu à terra


*Paracatu, abril de 2009*

*A arte de Maria do Céu, ligando o céu à terra*


*Por Sergio Ulhoa Dani (*)


Oração e trabalho, prazer e realização. Canal de comunicação com seus
semelhantes e tentativa de aproximação de Deus, a perfeição. Assim é a arte
de Maria do Céu Santiago Moreira. Nasceu em Paracatu, onde passou a infância e adolescência e cursou a escola primária e ginasial. Mudou-se para Belo Horizonte para completar sua formação, iniciada na escola normal do Colégio Sacre Couer de Jesus e concluída na Escola Guignard, em 1969. Destacou-se como um dos grandes talentos egressos da Guignard, numa época em que lá lecionavam expoentes das artes plásticas como Sarah Ávila, Chanina, Yara Tupinambá, Ildeu Moreira, Pierre Santos e Inimá de Paula. Sua obra sempre foi figurativa-lírica, com tendência ao abstracionismo, e ênfase na figura humana feminina. Sua vasta produção de quadros é estimada em 500 obras, entre óleos e aquarelas, que se encontram espalhadas pelo Brasil e o mundo.
Maria do Céu vive e trabalha em sua cidade natal, no mesmo casarão histórico onde nasceu. Ali ela constrói verdadeiras pontes entre as realidades
universal e local, tarefa religiosa de ligação do céu à terra. Colabora com
a campanha de salvamento das águas de Paracatu, “Santas Águas de Paracatu – Eu Protejo”, com uma aquarela que representa o sistema hidrográfico Serra da Anta, e com a pintura a óleo “Santa Isabel e Santa Rita”. Neste quadro, duas figuras femininas se confundem com a paisagem das serras e das águas de Paracatu. Santa Isabel, à esquerda, tem o semblante tranqüilo, talvez porque suas águas estejam protegidas por lei. Santa Rita, à direita, parece pedir ajuda, e não poderia ser de outra forma, porque uma mineradora transnacional, apoiada pelo governo do estado, ameaça despejar rejeitos tóxicos nas santas águas de nossa irmã Ritinha. Sim, porque os rios são nossos irmãos, e o que acontece a eles, breve acontece a nós. Quero crer que, com a ajuda da arte de Maria do Céu, desse canal de comunicação e aproximação de Deus, as santas águas serão protegidas, agora e para sempre.




*(*) Médico pela UFMG, doutor em medicina pela MHH-Alemanha;livre-docente em
genética pela USP*



--
Sergio Ulhoa Dani
Reserva do Acangaú, zona rural
Caixa postal 123
38.600-000 Paracatu MG
Brasil
srgdani@gmail.com
(+55 38) 9913-4457
(+55 38) 9966-7754