domingo, 26 de abril de 2009

Ex-secretário de estado poderá comer no prato de mineradora transnacional




Toronto (Canadá), 23 de abril de 2009


Ex-secretário de estado poderá comer no prato de mineradora transnacional

O conselho de diretores da Kinross Gold Corporation, proprietária da Rio Paracatu Mineração, anunciou a indicação do ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais, Wilson Nélio Brumer, para ocupar um cargo na diretoria da mineradora.

Currículo “espantoso”

Brumer, juntamente com Benjamin Steinbruch, foram os responsáveis pela entrega da Companhia Vale do Rio Doce para o capital estrangeiro. Enquanto presidente da Acesita, Brumer conduziu uma operação financeira desastrosa que endividou e travou a empresa. Como prêmio de consolação, ganhou a secretaria de governo de estado de desenvolvimento econômico de Minas Gerais, que ocupou entre 2003 e 2007.

Indicação em tempo recorde

A indicação de Brumer foi feita num momento crítico do projeto de expansão da mina de ouro da Kinross, que enfrenta forte resistência da comunidade de Paracatu, cidade de 90 mil habitantes na região noroeste do estado de Minas Gerais. Em março, a Justiça Mineira e a Justiça Federal paralisaram o projeto de construção de uma gigantesca barragem de rejeitos da mineradora em Paracatu, acatando pedidos do Ministério Público Estadual e do Ministério Público Federal.

A indicação de Brumer será examinada durante o encontro anual geral da Kinross, dia 6 de maio próximo, em Toronto. O código de ética da Kinross contempla “pagamentos facilitadores” para autoridades locais, para facilitar o andamento dos negócios da empresa em países estrangeiros.

Wilson Nélio Brumer: incompetente, mas “muito bem conectado”.

-- 
Sergio Ulhoa Dani
Reserva do Acangaú, zona rural
Caixa postal 123
38.600-000 Paracatu MG
Brasil
srgdani@gmail.com
(+55 38) 9913-4457
(+55 38) 9966-7754