quinta-feira, 7 de maio de 2009

Fundação Acangaú participa de encontro com vereadores

Paracatu, 4 de maio de 2009

Fundação Acangaú participa de encontro com vereadores

O presidente do Conselho Curador da Fundação Acangaú, Paulo Maurício Serrano
Neves, e o presidente da Fundação Acangaú, Sergio Ulhoa Dani, participaram
hoje de um encontro com os vereadores na Câmara Municipal de Paracatu.

No encontro, os vereadores sabatinaram Serrano Neves sobre o projeto da Lei
das Águas de Paracatu, em tramitação na Câmara. Serrano Neves é autoridade
em direito constitucional, tendo participado dos trabalhos de elaboração da
Constituição Federal de 1988. Os vereadores puderam esclarecer dúvidas com
relação à constitucionalidade da lei de proteção das águas de Paracatu, seu
alcance e significado.

Na ocasião, os representantes da Fundação Acangaú entregaram aos vereadores
um documento que traz um balanço das atividades realizadas nos últimos dois
anos e anuncia uma nova fase de atividades.

Confira a seguir o documento entregue pela Fundação Acangaú aos vereadores:

------------------------------
É O POVO QUE DECIDE SEU DESTINO

A Fundação Acangaú e o Instituto Serrano Neves anunciam a segunda fase do
enfrentamento dos danos presentes e futuros causados pela mineração de ouro
a céu aberto em Paracatu.

A primeira fase está concluída, à vista de que as informações para que as
pessoas possam discernir sobre o que mais lhes convém estão todas publicadas
na internet (http://alertaparacatu.blogspot.com).

A mobilização popular está pronta para a votação da "Lei das Águas de
Paracatu", como primeiro instrumento de defesa dos recursos naturais: a
água, recurso sem o qual não existe vida.

O trabalho da Fundação Acangaú e o Instituto Serrano Neves sempre foi, e
sempre será, balizado pela lealdade e clareza na difusão de informações de
boa qualidade e fonte segura, sem estratégias de dominação de opinião, tão
comuns aos que defendem interesses corporativos.

O POVO E SEUS REPRESENTANTES ELEITOS DEVEM DECIDIR LIVREMENTE.

A aprovação, ou não, da Lei das Águas, é definidora dos destinos de Paracatu
e a decisão está com o poder democrático legítimo: o poder do povo e dos
vereadores eleitos.
A primeira etapa está concluída, mas a vigilância e a atividade continuarão.
O problema dos danos ambientais e danos à saúde continuará sendo alvo de
atenção e ação, através de informações de boa qualidade e recursos ao
Judiciário, se for necessário.

O foco passa a ser o PROJETO ACANGAÚ - "Socio Environmental Think Tank", já
formatado em http://acangau.net, no qual a Fundação Acangaú dimensiona os
instrumentos que podem dar suporte a um desenvolvimento sustentável,
democrático, e que satisfaça aos anseios de construção de uma sociedade
livre, justa e solidária.

Na segunda etapa as informações serão formatadas no sentido da criação de
alternativas socioeconômicas para desenvolvimento, e que independem do
cenário atual.

A riqueza das pessoas é fato conhecido em Paracatu, onde o povo sabe dizer
quem é quem e como ganha dinheiro e de quem recebe o dinheiro que ganha.

A pobreza é que é desconhecida, e atinge metade da população, metade que é
induzida a agradecer por migalhas que lhes são lançadas, como se a
dignidade, a honra e a vergonha na cara fossem virtudes ausentes.

"As questões de cidadania são irrenunciáveis e inegociáveis", assim foi dito
para o representante de cúpula da Kinross em recente reunião.

"Em Paracatu existem homens que não se ajoelham a essa diretriz (da
mineradora)", disse Irineu, mandando recado para o faráo patrão no Canadá,
em audiência pública.

"Não abusem da nossa pobreza", disse o médico e vereador Dr. Romulado Ulhoa
(Dado) na tribuna da Câmara, dirigindo-se ao representante da mineradora
canadense.
Não aceitamos que estrangeiros venham nos dizer o que precisamos. Não
aceitamos que brasileiros vendam suas consciências. Não admitimos que uma
empresa transnacional queira assumir o lugar dos nossos governantes
legítimos, assumindo o mando através da infiltração na máquina
administrativa e da enganadora e madrasta propaganda.

Continuamos presentes, um pouco menos visíveis mas sempre presentes na
defesa dos direitos fundamentais do cidadão, defesa que ninguém pode nos
impedir de fazer.

Continuem acessando o ALERTA PARACATU em
http://alertaparacatu.blogspot.com
e a REDE ACANGAÚ em
http://acangau.net 
e lendo o ALERTA PARACATU versão impressa e os demais
jornais da cidade que estarão recebendo nossas matérias.
SERGIO ULHOA DANI/SERRANO NEVES

-- 
Sergio Ulhoa Dani
Reserva do Acangaú, zona rural
Caixa postal 123
38.600-000 Paracatu MG
Brasil
srgdani@gmail.com
(+55 38) 9913-4457
(+55 38) 9966-7754