segunda-feira, 20 de julho de 2009

O seu corpo encardido de veneno


O seu corpo encardido de veneno

Por Sergio Ulhoa Dani (*)

Arsênio é veneno e acumula no seu corpo, encardindo o seu corpo de um modo semelhante ao que acontece quando a sujeira encarde um pano.

Imagine que quando você nasce seu corpo é como um pano limpo. Quando o pano fica sujo, você lava o pano com água e ele volta a ficar limpo. Mas, depois de cada lavada, o pano vai ficando cada vez mais encardido, e nenhum sabão ou água consegue limpar mais o pano. Isso é o que acontece quando a sujeira acumula no pano: com o tempo, nenhum sabão, máquina de lavar ou lavadeira consegue limpar mais o pano encardido.

Aí você joga o pano fora e compra um pano novo. Mas você não pode jogar seu corpo fora e comprar um novo. Você tem que cuidar muito bem do seu corpo, para ele não ficar encardido.

Se você viver em Paracatu e respirar a poeira da mina de ouro a céu aberto, você vai encardir o seu corpo com arsênio, assim como a sujeira encarde um pano com o passar do tempo.

Arsênio encardido é um veneno que nada pode tirar. O arsênio é um veneno tão terrível e perverso que não tem gosto, nem cheiro, nem cor. E ainda assim, ele encarde o seu corpo por dentro, assim como a sujeira encarde um pano. E quando você perceber, você já estará fraco e doente por causa do arsênio encardido no seu corpo.

Assim como sabão não limpa pano encardido, também não existe remédio para tirar o arsênio do seu corpo encardido. Seus rins são como máquina de lavar roupa, e fazem o que podem para filtrar o sangue e jogar parte do veneno fora, 24 horas por dia, 365 dias por ano, durante toda a sua vida. Mas os seus pulmões também respiram arsênio 24 horas por dia, e os rins não conseguem tirar aquela parte do veneno que fica “encardida”.

Corpo encardido com arsênio não pode ser lavado. Isso significa que o arsênio é como uma mancha que não sai nunca e só vai aumentando. Quanto mais o seu corpo ficar encardido com arsênio, maior é o risco de você adoecer e morrer de doenças causadas pelo arsênio encardido, como manchas de pele, doenças das veias, artérias e coração, diabetes e câncer.

O que fazer? Você pode fazer uma dosagem de arsênio no seu corpo para saber se ele já está encardido com arsênio. Aí você pode decidir mudar para um lugar sem arsênio. De qualquer forma, você tem o direito de entrar na justiça e exigir uma indenização da mineradora que está encardindo o seu corpo com arsênio.

Várias pessoas no Brasil e em outros países do mundo já conseguiram indenizações por causa da intoxicação crônica por venenos liberados por empresas poluidoras. Em alguns casos, as indenizações alcançaram milhões de dólares.

(*) Médico, doutor em medicina e patologia, livre-docente em genética, escrevendo para o Alerta Paracatu, em 20 de julho de 2009.