segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Arsênio é causa de aborto

Arsênio é causa de aborto

Por Sergio U. Dani

Um estudo de 31 mil gravidezes em Bangladesh [*] mostrou que o número
de abortos aumenta significativamente com o aumento da exposição ao
arsênio na água de bebida (2,96% a<10 microg/l; 3,79% de 10 microg/l a<50 microg/l; 4,43% a>50 microg/l). Após o ajuste para 17 fatores
socioeconômicos e de saúde, os riscos isolados do arsênio continuaram
altos. O risco de aborto pela exposição ao arsênio foi considerado
alto o suficiente para ser detectado por uma abordagem ecológica.
Outros estudos têm implicado a exposição ao arsênio como causa de
malformações congênitas e infertilidade.

[*] Cherry, N., Shaikh, K., McDonald, C., & Chowdhury, Z. Stillbirth
in rural Bangladesh: arsenic exposure and other etiological factors: a
report from Gonoshasthaya Kendra. Bull. World Health Organ. 86:172-7
(2008).