quinta-feira, 26 de março de 2015

A contaminação da urina por arsênio constitui indício de intoxicação

Sergio U. Dani, de Berna, Suíça

O termo "contaminação" define a presença indesejada de uma substância noutra substância. A presença de uma substância tóxica e cancerígena como o arsênio, para a qual não existe dose segura, nos tecidos ou fluidos do corpo é uma contaminação e, ao mesmo tempo, indício de intoxicação. O valor de referência para a concentração de arsênio na urina é "zero microgramas por litro", conforme determinado em pelo menos duas amostras consecutivas de urina (manhã e tarde), em condições fisiológicas. Para efeito de normalização, a concentração de arsênio na urina pode ser expressa em relação à creatinina, nesse caso o valor de referência é "zero microgramas de arsênio por grama de creatinina". Qualquer valor acima de zero representa contaminação e constitui indício de intoxicação. Os sinais e sintomas da intoxicação podem ser avaliados através de exames clínicos e laboratoriais adequados.