terça-feira, 10 de julho de 2012

ALGO NÃO VAI BEM


Kinross: o próximo alvo para aquisições?


http://www.jacobi.com.br/MAINLINK.ASP?VAIPARA=Kinross%20o%20proximo%20alvo%20para%20aquisicoes

Analistas de mercado afirmam que a Kinross Gold, sétima maior produtora de ouro do mundo, pode ter se tornado atraente o suficiente para ensejar uma oferta hostil de compra, graças ao baixo preço de suas ações, derrubadas por custos altos e um grande passivo – em 14 meses, os papéis caíram por volta de 45%. Considerando as reservas provadas e prováveis, cada onça das jazidas Kinross é avaliada em menos de US$ 200, bem abaixo das da Barrick, em torno de US$ 325, da Newmont (ao redor de US$ 275) e da Goldcorp (US$ 580 a onça). 

Essas três companhias são mencionadas como possíveis interessadas em uma aquisição da Kinross; enquanto isso, a companhia se defende, tendo informado no início do mês que pode vender participações em projetos de ouro no Brasil e no Chile para bancar o desenvolvimento de áreas na Mauritânia e em Gana.

Publicado em: 19/3/2012 13:01:00


AngloGold compra fatia da Kinross em mina de ouro em Goiás


http://jacobi.com.br/MAINLINK.ASP?VAIPARA=AngloGold%20compra%20fatia%20da%20Kinross%20em%20mina%20de%20ouro%20em%20Goias

A mineradora sul-africana AngloGold Ashanti acertou a compra total do projeto Serra Grande, na cidade goiana de Crixás, pagando US$ 220 milhões em dinheiro à Kinross pela participação de 50% desta, ficando com 100% de Serra Grande. Até então uma parceria entre as duas mineradoras, a unidade produziu 134 mil onças de ouro no ano passado.

A operação em Serra Grande é composta de três minas subterrâneas, que farão com que a produção brasileira da AngloGold Ashanti passe de 500 mil onças de ouro por ano.

Publicado em: 29/5/2012 19:50:00