sexta-feira, 13 de junho de 2008

Efeitos do cádmio sobre a saúde

Efeitos do cádmio sobre a saúde

O Cádmio (símbolo do elemento químico: Cd) é um metal mole, maleável,
branco-azulado, lustroso, ou um pó branco-acinzentado insolúvel em
água mas que reage prontamente com ácidos. Cádmio e seus compostos são
carcinógenos (causam câncer). Exposição aguda ao cádmio pode causar
sintomas semelhantes à gripe, como fraqueza, febre, dor de cabeça,
calafrios, sudorese (suor) e dor muscular. Edema pulmonar agudo
provocado por aspiração de fumaça com cádmio aparece 24 horas após a
exposição e atinge um máximo em três dias. Se não ocorrer morte por
asfixia, os sintomas podem ser resolvidos dentro de uma semana. O
primeiro efeito observado da intoxicação crônica por cádmio é
geralmente lesão dos rins, que se manifesta pela excreção de excesso
de proteina de baixo peso molecular na urina. A consequencia mais
grave da exposição crônica ao cádmio é o câncer, com destaque para os
cânceres de pulmão e de próstata. O cádmio também causa enfisema
pulmonar e doenças nos ossos, como osteomalacia (amolecimento dos
ossos) e osteoporose (rarefação do osso, com consequente queda da
resistência do osso). A doença óssea causada por cádmio é conhecida
como doença de "itai-itai", no Japão, onde foi observada em pessoas
que tiveram contato com lavouras de arroz irrigadas com água
contaminada pelo cádmio. O cádmio também pode causar anemia,
descoloração dos dentes e perda do olfato (anosmia).