sexta-feira, 10 de abril de 2015

Como dosar arsênio no corpo?

Por Sergio Ulhoa Dani, de Berna, Suíça

A dosagem de arsênio deve ser feita em duas amostras de urina colhidas consecutivamente: uma amostra da urina da manhã (a segunda urina do dia, pois a primera urina do dia é, na verdade, a urina da noite que foi armazenada durante o sono, na bexiga), e uma amostra da urina da tarde (colhida cerca de 8 horas após a colheita da manhã). A colheita deve ser feita na clínica médica ou no laboratório clínico, sob a responsabilidade do profissional qualificado. O método de dosagem pode ser ICP-MS (espectrometria de massa) ou AAS (espectrometria de absorção atômica). Deve-se escolher um laboratório que possua certificação de qualidade, de preferência certificação concedida por organismo reconhecido internacionalmente, ou de validade internacional. Nas duas amostras de urina, deve-se medir também a creatinina e o fósforo (ou fosfato - o laboratório deve indicar corretamente se um ou outro). Além da colheita de urina, deve-se registrar o peso e a altura do paciente na data da colheita. Essas informações são usadas para estimar a carga total de arsênio no corpo do paciente, segundo a fórmula descrita em Bone 2013;53(2):541-5. doi: 10.1016/j.bone.2013.01.017. Em caso de dúvida, não hesite em contactar-me: srgdani@gmail.com.