quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Será mais um intendente das minas?


*Será mais um intendente das minas?*

**Por Sergio Ulhoa Dani, de Göttingen, Alemanha, 16 de dezembro de 2009

Encontra-se em Paracatu o senhor Francisco Rego Chaves Fernandes, nascido em
Portugal, técnico em economia e gestão pela Universidade Técnica de Lisboa
(1971), especialista em indicadores de desempenho e sustentatibilidade pela
Natural Resources Canada Minerals and Metals Sector (1998) e especialista em
desenvolvimento sustentável em recursos minerais pela faculdade de
engenharia da Universidade do Porto (2004).


Carrega um título de doutor obtido do departamento de engenharia de minas da
Universidade de São Paulo em 1999. Publicou relatórios técnicos pelo governo
ou em revistas setoriais e em encontros nacionais. Atualmente é tecnologista
sênior do Centro de Tecnologia Mineral (CETEM) e membro do conselho
editorial da revista Brasil Mineral, conhecido reduto das empresas
mineradoras nacionais e transnacionais que operam no Brasil.


É conselheiro-fundador da ONG Instituto Ambiental Biosfera, que, em agosto
de 2009 concedeu um prêmio à RPM/Kinross Gold Corporation, empresa canadense
criminosa que opera um verdadeiro genocídio em Paracatu, MG, com o apoio de
autoridades governamentais brasileiras. Além da premiação, a ONG também
distribuiu gratuitamente 20 mil exemplares do livro “Destaques Empresariais
no Cenário Nacional do Desenvolvimento Social”, que mostra as ações e
iniciativas sociais empreendidas "com sucesso" pela RPM/Kinross e outras
empresas agraciadas.


Ainda não sabemos qual é o significado da visita do doutor Francisco Rego
Chaves Fernandes a Paracatu. A pergunta que se impõe é até que ponto um
português nascido e formado na antiga metrópole do Brasil, com treinamento
no Canadá, trabalhando numa repartição do governo brasileiro sediada na
antiga corte do Rio de Janeiro, colaborador de uma revista da indústria
mineral e uma ONG que defendem os interesses dos grandes grupos mineradores
transnacionais, está em condições de defender os interesses do povo
paracatuense e brasileiro?


Convidamos o doutor Fernandes a colaborar conosco na tarefa de responder a
esta pergunta, gentilmente enviando o seu relatório para publicação neste
blog. Sabemos que ele está visitando as mineradoras, os políticos, os
governantes, a igreja católica, as ONGs e os comerciantes de Paracatu.
Sugerimos que ele não se esqueça de visitar a base dessa pirâmide
hereditária (veja figura que acompanha este artigo), a população sofrida e
sempre esquecida dos que sofrem os impactos da mineração, e o ambiente que
está sendo poluído e degradado com o apoio de um punhado de autoridades
representantes de um sistema hereditário de poder capitalista-ilusionista.


Fonte das informações sobre o doutor F. R. C. Fernandes: currículo da
Plataforma Lattes-CNPq, atualização certificada pelo autor em
8/12/2009; endereço
para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6612750176498491)

--
Sergio Ulhoa Dani, Dr.med. (DE), D.Sc. habil. (BR)
Göttingen, Germany
Tel. 00(XX)49 15-226-453-423
srgdani@gmail.com

Visit the Acangau Foundation websites at:
http://www.sosarsenic.blogspot.com/
http://www.acangau.net/
http://www.alertaparacatu.blogspot.com/
http://www.serrano.neves.nom.br/