sábado, 29 de julho de 2017

A poeira arsenicosa que há décadas castiga Paracatu

Em julho de 2017, a intensidade da poeira arsenicosa liberada a partir da mineração de ouro a céu aberto da Kinross Brasil (RPM-Kinross; Kinross Gold Corporation), que há décadas castiga Paracatu, aumentou significativamente. 

Diversos cidadãos postaram imagens e vídeos da poeira nas redes sociais. 

Reproduzimos aqui imagens e um vídeo postados, no FaceBook, por Palmo Bianchi e Gaspar Reis Batista de Oliveira (o ex-vereador "Gaspar Chaveiro").

Atenção: esta poeira é venenosa! Sua inalação pode trazer danos à saúde. Esta realidade de Paracatu configura ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA, conforme já denunciado pela Fundação Acangau no PEDIDO ADMINISTRATIVO feito à Prefeitura Municipal de Paracatu, em Fevereiro de 2017, e até agora não atendido pela Prefeitura: http://alertaparacatu.blogspot.ch/2017/02/pedido-administrativo-de-23-de.html