segunda-feira, 1 de outubro de 2012

MERCÚRIO AMBIENTAL NA CADEIA ALIMENTAR


  

É o caso de perguntar para as autoridades se o ARSÊNIO AMBIENTAL além de entrar nas pessoas pela respiração também entra pelos alimentos.
Pergunte a você mesmo se cheirar arsênio em troca de benefícios vale a pena.

"As populações ribeirinhas do rio Negro, no norte do Amazonas, estão expostas à contaminação por mercúrio num nível superior ao tolerável à saúde humana, aponta estudo do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.


A contaminação ocorre pela ingestão prolongada de peixes piscívoros, como tucunaré e piranha. Essas espécies concentram mais mercúrio porque comem outros peixes, também intoxicados.

Os sintomas incluem problemas neurológicos e perda da coordenação motora."

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1161314-ribeirinhos-no-amazonas-tem-excesso-de-mercurio.shtml